Browse Category

Textos

As lições que chegam em nossas vidas quando menos esperamos



20.01.2016


Ontem realmente foi um dia muito corrido pra mim. Fiquei o dia todo em função de aeroporto e aviões, mas algo que não haveria de ter significado algum, mudou minha percepção para a melhor. Foi quando, chegando em São Paulo, fui até a minha companhia aérea @avianca e recebi a notícia que haveria a possibilidade de adiantar meu voo em apenas 8 horas. Sim! Eu iria passar o dia todo sentada em uma cadeira ou iria sair com minha cunhada e dar uma volta rápida pela cidade que nunca dorme. Mas o destino, se posso dizer assim, me ensinou uma lição.

Desde que sai de Porto Alegre, a companhia não tinha me dito nada sobre adiantar voos ou coisas do tipo. Apenas tinham me falado que para Brasília o primeiro voo saia as 16:50 e não haveria outra maneira a não ser esperar. Eu já estava tristinha, porque iria chegar por volta das 18 horas, enquanto poderia chegar bem mais cedo.

A notícia veio como um presente, sabe? Foi um alívio pra alma, ainda mais que realmente sou muito medrosa para ficar tantas horas em um aeroporto. A lição que veio foi tão simples, mas tão gratificante, que resolvi compartilhar com vocês a minha sensação.

A sensação foi de liberdade com um pouco de agradecimento somado a uma felicidade por algo tão simples mas tão significativo. Como disse meu pai: “Tu ganhou o dia”. E sim, concordo com ele, por ter ganho o dia em todos os sentidos, tanto em horas como também em uma sensação de “eu consegui”.

No fim das contas, isso me fez refletir muito sobre o que é ser feliz, o que é compartilhar de uma sensação boa, o que é acreditar e realizar, o que é ganhar um presente, o que é se sentir bem. Eu ganhei uma passagem antecipada, algo que ninguém daria tanta bola, mas pra mim aquela passagem significou muito. Ela significou ver pessoas que eu gosto tanto antes, me fez perceber que eu iria poder almoçar com essas pessoas e também me fez perceber que teria mais um dia disponível fazendo algo útil.

Depois dessa lição de acreditar mais nas coisas improváveis eu resolvi por uma meta em minha vida, que consiste em reclamar menos e dar mais valor as pequenas coisas boas que eu recebo de presente cada dia da minha vida, como ter uma boa noite de sono, um sol bonito para brincar com meu cachorro, meus pais em casa para almoçar comigo, uma água fresca em um dia de calor e até mesmo aquele ventinho que incomoda em dias quentes e úmidos.

Tenho que me comprometer mais neste ano de 2016 a ser gentil, escutar mais e refletir sobre minhas atitudes antes de agir. As vezes, sem querer, machucamos alguém e nem percebemos o quão doloroso foi. Mesmo que o outro não seja reciproco nas suas atitudes, o mínimo que devemos fazer é ser novamente gentil, e demonstrar cada vez mais que a gentileza e a principal tarefa que precisamos cumprir em nossas vidas. 

Gifs para inspirar seu crescimento neste novo ano:

1- Todos os dias são dias bons para sermos felizes e completos. 

2 – Não perca a oportunidade de fazer amizades.

faça amizade

4- Aproveite os pequenos prazeres da vida!

liberdade

5 – Não deixe de fazer as coisas que você gosta por nenhum motivo.

pandinhas

6 – Sorria!

sorria mais

7 – Vá em busca da sua própria felicidade, seja ela qual for.

vá em busca

8 – Relaxe sempre que tiver um tempinho livre.

relaxe

9 – E não esqueça de sempre agradecer a você mesmo pelas oportunidades que proporciona a si!

veja o mundo mais colorido

É isso meus amores, espero que tenham gostado e fiquem ligados para mais posts. Mil beijos da Jú!

Siga @adornosblog

 

Júlia Escrito por:
Júlia

Um novo ano com novos preceitos



05.01.2016


Heeey, voltei! Como vocês estão? Como foi o ano novo e o natal? Tudo certo? Então tudo bem.

Primeiro queria dizer que esse novo ano tem muita coisa para ser um ano muito bom, iluminado, cheio de novas oportunidades e novos momentos, para todos nós, e claro, desafios e tantos momentos para alegrar nossos dias. Mas para tudo isso, precisamos sempre de alguem para nos dar uma “luz” para começar, seja ela uma luz positiva ou não. Fim de ano sempre tem aquela pegada meio “nostalgica” que eu, particularmente, sempre entro numa bad. Mas esse ano foi diferente: eu utilizei disso para ter uma nova oportunidade e acreditar nos novos momentos que terei neste novo ano.

O primeiro livro que decidi ler neste ano foi “O menino de vestido” que foi escrito por David Wallians. Mas como eu sempre gosto de estar lendo dois livros simultaneamente, resolvi ler também o livro “365 dias extraordinários” que é da ilustrosa R.J. Palácio, que escreveu o livro mestre disso tudo, o “Extraordinário”. Depois de ler este livro, baixei no meu Kindle, os livros que são uma especie de bônus, três histórias contadas sobre os olhos de outros personagens. Foi ai que eu percebi que acima de ler este livro por gostar dele, ele tinha uma espécie de ima de boas energias e foi assim que comecei.

12483348_1067431886631622_1111668592_n

Além destes motivos, eu também resolvi compartilhar com vocês porque estou participando do Desafio Literário 2016, feito pela página Devolva meu Livro, que é lá do Face e eu estou levando para a vida (temos até grupo!). Participe você também!

12464067_1067436746631136_714331687_n

Mas o real motivo disso tudo é fazer que vocês, leitores e leitoras do Adornos, abram o coração para livros assim como este. Separei algumas frases para que vocês reflitam sobre o quão rico são estes livros de frases. Eles reúnem pensamentos, frases e muitas reflexões saudáveis sobre como estamos vivendo a nossa vida.

12506937_1067432009964943_1966059828_n 12506662_1067431963298281_988379774_n 12467914_1067431993298278_2084239476_n

Júlia Escrito por:
Júlia

Texto: O dia em que voltei a acreditar na humanidade



25.10.2015


esperança

 

Um dia qualquer e um mapa errado. Era tudo que tínhamos, além da presença uma da outra. Entre tantos assuntos uma pergunta: qual ônibus devemos pegar? Foi quando um dos – ótimos – fiscais do terminal Parobé respondeu “qualquer um” e fomos parar do outro lado da cidade.

Foi ai que eu e Letícia começamos a nossa jornada a conhecer um lado do ser humano que não sabíamos que ainda existia. Como previsto, pegamos um ônibus totalmente errado, absurdamente avesso ao nosso tão aguardado destino. Foi ai que começamos a rever algumas coisas que tínhamos perdido por tantas noticias absurdas, tantas leis horrendas que aparecem por ai. Sim, nós começamos uma jornada por conhecer pessoas que estavam dispostas a nos ajudar, apesar de tudo, duas meninas que não sabiam nada: nem onde estavam, quais ruas percorrer ou como chegar a algum lugar.

Depois de aproximadamente 2 horas entre ônibus e outros, encontramos o estúdio que estávamos buscando… O que nos fez pensar o quão boa foi aquela sexta feira. Umas 10 pessoas maravilhosas passaram por nossa vida e fizeram que abríssemos nossos olhos para o que chamamos de “vida”, algo que já tínhamos esquecido que existia a algum tempo.

Mas o real motivo desse texto é fazer que cada um de nós pense um pouco sobre isso. Como tocou nossa alma ver aquelas pessoas nos ajudando, e como isso deveria ser totalmente normal!

Sabe, as pessoas parecem ter medo uma das outras. Algo que deveria ser do cotidiano, tentar ajudar o próximo… de qualquer maneira.

Além de termos conhecido pessoas incríveis queríamos deixar um recado: que tal ajudar alguém quando perceber que ela precisa de ajuda? Seria um ato e tanto.

Então meu povo, borá lá ser feliz e ajudar alguém. Tenho certeza que amarão fazer isso.

   Milhões de beijos pós enem e um tchau bem lindo para vocês <3 

 

Júlia Escrito por:
Júlia

Depois de um tempo sumida, cá estou eu novamente!



14.04.2015


LOGOOOO NOVO!

Oi meninas, tudo bem com vocês? Desculpem pelo meu sumiço do nada! (e da Adri também), mas é que as coisas estão realmente complicadas. Acredito que vocês devem saber e me entender (e espero!). Trabalho, terceiro ano e ~vida~não são tão faceis de se manter sem um pouco de esforço.

Pois então, hoje eu estou vindo aqui para dizer para vocês que dentro de 2 dias estarei em PORTO DE GALINHAS pela Segunda Vez e tenho certeza que dessa vez terão milhares de fotos a mais.

Quero que vocês tambem respondam uma enquete que postarei aqui no blog dentro de uns 2 dias sobre ”O que vocês preferem ganhar em um sorteio”.  Espero que todas vocês participem e fiquem realmente muito felizes pela conquista do Adornos: o tão esperado 500 curtidas! Gente, são 500 pessoas que curtem o Blog e visitam diariamente, vocês sabem qual é a proporcionalidade disso? É gigantesca!

Espero que no próximo semestre eu consiga organizar um evento para todas as Leitoras e para todas as Blogueiras do RS se encontrarem, sendo elas mais experientes ou mais desconhecidas. Sei que esta faltando isso aqui no nosso Estado!

Então gurias, só queria deixar claro aqui todas as pequenas mudanças que o blog esta passando também.  Vocês viram o novo Layout? Lindo né? Muito mais cara de Blog de conteúdo!

Espero vocês daqui 2 dias aqui no blog para ver as primeiras fotos da Viagem!!!!

Um beijão!

Júlia Escrito por:
Júlia

Minha experiência como English Teacher!



20.03.2015


 

Olá gente, tudo bem com vocês? Acredito que todo mundo aqui tem uma curiosidade peculiar com certas profissões, então hoje decidi começar uma nova etapa aqui no Adornos. Uma etapa que provavelmente vai levar muitas pessoas a pensamentos longos e curiosos.

Bom, esse ano eu comecei a trabalhar em uma rede de ensino de uma faculdade particular, onde eu sou Professora de Inglês de crianças e adolescentes de 9 à 13 anos. É realmente uma das experiencias mais engraçadas, diferentes, divertidas, inteligentes, peculiares e desafiadoras que eu já pude conviver quanto humana.

Conseguir entender o comportamento humano de uma criança até ser adolescente é realmente incrível.

No começo, foi muito dificil pra mim, porque alem de ter que ensinar, os livros ainda não tinham chego e eu não sabia qual era o nível de ensino que meus alunos estavam. Pouco à pouco eu comecei a pegar o jeito que eles são: doces, porém com personalidade. Esforçados, porém precisam sempre de alguém para estar acompanhando.

O que é mais interessante em tudo isso é que ser professora agrega, além da responsabilidade pelo ensino, uma camada de lados sensíveis em compreender a cabecinha de cada um. Não é atoa que ser professora é a profissão mais importante do mundo.

Dentro de uma sala de aula podem existir até vinte personalidades diferentes, porém com o mesmo objetivo: aprender inglês. Imaginem então como é ter que perceber a personalidade de cada um e se manter apto a ajudar cada um com suas dificuldades? Além de ajudar em suas dificuldades de aprendizado, ser professora também é ser um pouco psicóloga e ainda mais amiga.

A personalidade de cada um define, por consequência, a maneira que cada um age comigo e com todos dentro de uma sala de aula. O interessante é perceber que cada pessoa tem sua maneira de entender o mundo e que cada um quer de um jeito, porem nem sempre sera assim.

Os pais com certeza absoluta são outro ponto X em questão. Há aqueles que entendem, aqueles que criticam e aqueles que não querem entender e bem menos aqueles que estão nem ai. Os que criticam são com certeza, sem sombra de dúvidas, os piores para se relacionar. Não é livre julgar o que o outro faz, porém é livre ver se as coisas estão da maneira certa, não é mesmo? O fato é: o querer que seu filho seja superprotegido, ainda mais em uma era de pais super protetores de filhos únicos, somente atrapalha na educação de uma criança. Um professor sabe o que é o melhor para seus alun
os.

Mas não se engane, ser professora não tem somente os alunos, as aulas, os pais e os conteúdos.

Antes de tudo isso, temos preparação de aula, preparação psicológica e jornada de formação. Há também toda aquela parte de que, se você está cansado ou com cólicas/dor de barriga, não existe santo que não permita a sua entrada em sala de aula.

A melhor parte é quando você recebe carinho e atenção. Eles são tão carinhosos! Já ganhei muitos post-its, abraços, beijos, elogios e cupcakes por eu ser a Teacher deles. O mais engraçado é que além de ensinar brincando, quando eles falam algo que você ensinou ou acertam aquilo que você falou em massa, você percebe nitidamente que seu papel esta sendo bem cumprido ali.

Além de todos esses pontos em minha experiencia, eu so posso dizer que estou muito feliz porque é algo que realmente agitou, bagunçou, sacudiu e balançou a minha vida, mas que sem dúvidas, apensar da canseira, eu não sei como seriam minhas tardes de segundas e quartas sem eles para me fazer rir e gritar na mesma aula.

É amor que só quem convive e sente entende. É uma sensação que só vivendo para sentir!

Beijão gurias e gurizes! Até mais veres!

A1

Júlia Escrito por:
Júlia