Ser feliz consigo mesmo!



15.10.2014


Todos os dias acordamos e nos deparamos com tantos afazeres que nem nos lembramos de viver. Sabe aquela velha história que quem não vive, morre mais cedo?

Pois bem, eu acredito que essa seja a mais sincera verdade.

Ser feliz, não é ter dinheiro para gastar ou sair comprando tudo. Ser feliz, não é ser arrogante para se sentir superior. Ser feliz não é querer ter vários amigos que no fim, nem falam com você.

Ser feliz é simples: saber conviver consigo mesmo. Entender que todos nós temos dificuldades, que o mundo não é complexo se pararmos de achar isso. Lembrar sempre, que há alguém em algum lugar do mundo agora, sem ter o que comer ou onde morar.

O problema disso tudo felizmente não é esse. Cada um de nós tem uma história, alguns foram criados sem um dos pais, outros sem amigos e quem sabe alguns, com tudo mas com nada. Tem aqueles que desde a infância tem tudo, materialmente e sentimentalmente. Mas mesmo assim, reclamam que algo sempre está errado.

Mas não diga que não, na verdade todos nós somos assim. Ser feliz é momentâneo quando temos tudo: é porque não percebemos que ela está ali SEMPRE.

Geralmente cremos em algo para nos trazer fé e fortificar nossa razão para viver. Um grande alicerce que nos mantem, supostamente intactos e seguros. Mas talvez o nosso tal “alicerce’’ não esteja tão surreal, talvez ele seja alguém que pra nós pode ser tudo.

A famosa ponte para a felicidade. “Seja bom, não tenha medo”. “Acredite na vida, seja esperançoso!”. E sim, essas frases nos motivam a caminhar de cabeça erguida e continuar de pé e permanecer na busca da felicidade.

E se parássemos de procura-la, o que aconteceria? Será que seriamos infelizes?

Minha opinião é simples. Quando pararmos de achar que a felicidade é algo improvável no nosso meio, vamos ser felizes. A liberdade e a leveza é o que nos transforma. Aqui eu não falo de ser feliz com outras pessoas, eu digo ser feliz internamente, quando se está sozinho e apenas com a sua companhia.

A maior parte dos dias, todos nós passamos fazendo muitas coisas, sem tempo pra nada, mas quem sabe se tirássemos uma hora que seja para aproveitar com a nossa própria companhia? Quem sabe isso ajudaria a resolver tantos problemas que diariamente temos. Relaxar.

Nem sempre ser cheio de tarefas é bom, é legal, é saudável. A mente precisa de um descanso para ser feliz, para ser mais amada e respeitada.

A dica de hoje é essa: seja feliz consigo mesma, acredite em cada coisa que você sonha e almeja, mas não exagere. A vida merece esse tempinho!

Escrito por:
Júlia Maciel

Deixe uma resposta